terça-feira, 5 de agosto de 2008

A natureza sempre nos proporciona o melhor

Para Danielly e Sandra Leite, Dione Gumes, Cássia Neves, Keila Lopes, Elka e Ilka Hostensky, Martha Pfeiffer, Marco Antônio, Dom Diego, Hermínia Fernandes, Mismeble e Regina Ribeiro

Começar de novo e contar comigo, vai valer a pena ter amanhecido, já diria uma canção do compositor Ivan Lins, e como esta canção nos diz bastante. Começar de novo... o que é? É sentir renovar a energia criadora que habita dentro de nós, não colocar limites nem barreiras para que esta força flua, como a água de um rio.

Ao recordarmos de nossas histórias familiares e pessoais percebemos que só uma renovação verdadeira do espírito, permitiu nossos familiares e até nós mesmos continuarmos o nosso caminho. Um exemplo de um amigo também nos ajuda na retomada, mas o mais importante é restabelecer o elo que temos com a natureza.

Na cidade esse elo se perde entre a força emitida pelas antenas de televisão e torres de celulares. Nos sentimos desconectados da energia vital, que alimentava os seres ditos primitivos, que usufruíam plenamente de seu senso de comunidade e contemplação. Este homem e mulher primitivas que habitam dentro de nos, necessitam do ambiente natural para estabelecer um pacto perfeito com o momento presente, onde todas as coisas são verdadeiramente construídas.

Quantas vezes nos vemos desconectados de nós mesmos, pensando estar em outro lugar que não o lugar onde realmente estamos, isto decorre da quebra do elo com o ambiente natural. O passeio no mato, o banho de cachoeira e mar, o andar descalço na terra, observar amanheceres e entardeceres como se fossem sempre os primeiros de muitos, ajudam-nos a recuperar a conexão diariamente.

Começar de novo é uma atitude de estabelecer vínculo da vida com o que nos alimenta diariamente. Agradeça sempre a tudo que você tem, pois a natureza proporciona para você todos dias sempre o melhor. E só saber observar bem.

Alto Paraíso, Goiás- Brasil

2 comentários:

teste disse...

Deliane! Amei!
Me identifiquei muito com o trecho: "Na cidade esse elo se perde entre a força emitida pelas antenas de televisão e torres de celulares. etc..."

Ah detalhe, conserte meu nome: Martha Pfeffer Guimarães e não Pfeiffer

Mil beijos de uma linda bruxinha!

teste disse...

Em breve farei o meu Blog contando das mil aventuras que tive em Alto Paraíso. As aventuras de Nahum (com H) e sua noiva, Afonso e seu amigo Matheus, Cremilda e seu potente carrão, Vem que será meleca com sua digníssima namorada! Será um prazer contar essa aventura de 7 dias.

Beijos a todos e a vc Deliane