quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Que geografia é essa????

Despojada da ingenuidade típica da primeira juventude, da luta insana pela sobrevivência a qualquer custo, do soco na boca do estômago tranformado em ciladas a fim de que meu corpo não conhecesse a si mesmo, enquanto ainda era ausente de razões...

Lanço uma outra rede nesse mar de possibilidades.

Lanço o anseio louco de tentar superar as linhas imaginárias que nos separam, que nos cerceiam de vivenciar a vida com o outro. Uma vida sem dogmas e de pontencialidade pura.

Entrego-me a ousadia da escrita. Ao reencontro com a minha alma poeta, que nasceu nas madrugadas de sussurar de pingos nos telhados. Do merecido reconhecimento dos princípios da liberdade dentro dos princípios poéticos dessa minha vida pós-moderna...

Nenhum comentário: