domingo, 13 de setembro de 2009

As mil idades

O sentido da vida
Fábula sem sentido

O sentido do tempo
Fábula da desmedida

O sentido de tudo
fábula do absurdo

4 comentários:

Marisa. disse...

Deliane...
eu acompanho seu blog desde quando o conheci e fiquei contente quando vi que vc voltou a fazer cafezinhos nessa casa... o cheiro tá bom...rs
Beijos!

DELIANE LEITE disse...

Obrigada Marisa! Este setembro está rendendo muito... Bom tomar cafezinho com vc tb! Beijokas!

Monica Gondim disse...

Amei isso!

João Luis Calliari Poesias disse...

Bem isso...Beleza. www.jlcalliaripoesias.blogspot.com