terça-feira, 11 de outubro de 2011

DANÇARINOS & SONHADORES


Depois de quase dois meses "out" do blog... retomo com este texto de quase 15 anos, que atende mais uma vez a essa "minha sede pafletária crepuscular". Bom retorno ao GEO!!!!


Confraria de poetas, falsos estetas. Reúnem-se de madrugada para falar de seus umbigos e para criar as sociedades secretas. Daqueles que acreditam que a lua, precisa e insegura, move nossos sonhos e angústias. Uma moça carrega suas sandálias de cabelos soltos... (foi alguém que o declamou.) Será que isso existiria, toda esta ousadia? Foram como os imortais já diziam “vamos deixar algo de bom construído, se amanhã não aparecer outra confraria eles ouvirão falar de alguma coisa chamada: poesia.” Acredite possuímos um contato direto com a emoção!!! Algo tão simples que de todo corpo provém. “DEIXEM OS POETAS SENTIREM!!!” Poderia até haver uma manifestação no centro da capital, em nome de nossa enorme confraria de conhecidos e desconhecidos de Brasília. Todos se encontrariam, sem censuras de grupos estigmatizados pelas matizes da cidade. Com certeza para alguns, não passaria de um bando de lunáticos. “Ah, olha a lua! Ela de novo!” Faz assim, se ao acaso você se descuidar em quanto estiver indo em teu caminho, esbarre em mim farei da tua preocupação parte dessa história. Não somos apenas os bêbados do um vinho insaciável da palavra! Só queríamos que todos soubessem que dessa terra em tudo cresce e envelhece um dia, enquanto alguém te dá um elogio corrosivo e algo te acontece, ficamos tecendo à luz de tantas luas nossas idéias em Confraria. Sendo assim até a próxima reunião colegas...

Nenhum comentário: