domingo, 7 de novembro de 2010

Reta final espetáculo " Brasílias de Luz"... Para o grupo Vivoverso



Precisamos de tempo para a gente ser gente, bicho, coisa, nada, tudo...


Tempo para dar vazão a este ser que mora dentro de nós... Tempo para transitar livremente com as nossas asas do desejo, até aquilo que nos faz feliz: escrever poesia e ir a Tribo das Artes, declamar poemas com a Lets cantanto suas canções de voz leve e firme, dançar na noite do aniversário de Brasília com um monte de gente desconhecida e feliz de estar ali, declamar os poemas do Felipe, cumprimentar desconhecidos na rua e eles te responderem sorrindo, declamar um poema do Vinícius de Moraes no aniversário da Joyce e cantar, mesmo desafinando (tudo culpa da Maxçuny que me pediu e eu acabei me empolgando), rir das gracinhas da Julliany e da Patrícia, escrever aquele texto sobre as "corujinhas" para a Sylvia, assistir aos olhos do Gabriel enquanto declama no palco e sacar como ele é um cara sensível pra caramba, lembrar que o ser amado está a 230km de distância e vc o ama mais ainda pois vencer a distância é algo magnífico, estar antenada com as novidades do Mateus, andar de bicicleta no meio da neblina em Alto Paraíso, dar um grito (recomendo, mas só no mato, próximo a alguma cachoeira), "ler" a vida da Ismênia no dia em que ela me deu carona e falou sorrindo de seu rico cotidiano, tomar banho de cachoeira pelado (se essa virar moda, vixi!!!), dar um abraço na Yara sabendo que ela irá chegar em casa e beijar seu bebê e que eu um dia tb farei o mesmo, olhar no fundo dos olhos da Mônica e dizer: força gata, acredite na cura, siga adiante; admirar o silêncio que não diz nada e só ouve...

Um comentário:

Zildete M. disse...

Precisamos de tempo pra ser, pra ler e explorar esse belo mapa que tuas palavras compõem. Que asas! Que voo!
Não abro mão do tempo de vir aqui e me deixar surpreender. abs, zil