sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Apaga a Dor


Aos estudantes do 3o ano de 1997 e 1998 do Colégio Setor Leste - Brasília -DF


Manhã ensolarada, castelos na areia

Conchas pintadas e recortadas

Sete e meia

Instantes feitos de risos e

Vontade de vê-los em beijos

Na hora do intervalo... (Pó de giz no meu cabelo?)

- Só agora enquanto vou beber água...

E aos papéis em cima da mesa?

E se em janeiro quiser fazer aniversário?

Nove e meia

Bicho de sete cabeça? É só achar um macete

e encontrar a fórmula da vida

- Só um minuto e já volto, pra te ver aí no futuro...

E através de uma ampulheta marcar seu tempo

De ser vento e raiz quadrada

Dez e meia

Estante de livros, um monte de pensamentos

Voltar a praia e fazer castelos, agora na enseada

Construir uma casa de saudades e não esquecer a data

Lançar um barquinho...

E se longe demais ele for lembre-se, são apenas:

Onze e meia!

Um comentário: